Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 08/04/2010 13:46:02

 

Programa de Formação Inicial - PFI

O Programa de Formação Inicial - PFI visa atender às demandas de formação dos servidores da FCASA - ingressantes oriundos de concurso público, equipes que integram os novos Centros de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA), profissionais afastados pelo INSS (ativos e reabilitados) e parceiros, por meio de cursos, oficinas e outras ações de formação. As principais ações do PFI são a Formação Inicial de Ingressantes, a Capacitação Introdutória dos Novos CASA e as Oficinas do Programa De Volta para CASA.

O curso de Formação Inicial de Ingressantes é uma ação articulada entre a Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) e diversos setores da FCASA, contemplando a Diretoria Administrativa, representada pela Divisão de Recursos Humanos, a Diretoria Técnica (Núcleo de Produção de Informações Estratégicas - Nuprie e Superintendências de Saúde, Pedagógica e de Segurança e Disciplina), a Ouvidoria e a Corregedoria. O curso é dividido em Módulo Básico – Fundamentos do Atendimento Socioeducativo e Módulo Específico – Parâmetros e Procedimentos do Atendimento Socioeducativo.

A Capacitação Introdutória dos Novos CASA é destinada aos servidores da FCASA e parceiros das organizações não governamentais conveniadas, na gestão compartilhada. Visa à composição da equipe de trabalho que irá atuar nos novos centros de atendimento inicial, internação provisória, internação e semiliberdade da FCASA. É uma ação articulada entre a Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) e as Divisões Regionais da Diretoria Técnica (DT).

As Oficinas do Programa De Volta para CASA visam, por meio do processo educativo contínuo e interdisciplinar, contribuir para o retorno ao trabalho de servidores ativos e em processo de reabilitação, após afastamento pelo INSS. Esta ação é desenvolvida pela Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) em parceria com a Gerência de Medicina e Segurança do Trabalho (GMST) da Superintendência de Saúde, responsável pela coordenação do Programa De Volta para CASA.

 

Programa de Formação Continuada - PFC

O Programa de Formação Continuada - PFC organiza as ações de formação continuada nas modalidades presencial, semipresencial e a distância, das áreas administrativa e técnica, e busca garantir o alinhamento conceitual, estratégico e operacional do atendimento socioeducativo em consonância com as premissas do Sinase e do Plano Decenal de Atendimento Socioeducativo do Estado de São Paulo.
As ações do PFC compreendem a Formação Continuada dos Centros de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente, a Formação Continuada da Área Administrativa, a Formação Continuada da Área de Segurança e Disciplina, a Formação Continuada da Área Pedagógica e a Formação Continuada da Área de Saúde.

A Formação Continuada dos Centros de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente é uma ação realizada na modalidade presencial, articulada entre a Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) e a Divisão Regional da Diretoria Técnica, destinada a todos servidores que compõem a equipe do CASA, na gestão plena, e aos parceiros das organizações não governamentais conveniadas, na gestão compartilhada. Visa contribuir para o aprimoramento das dimensões humana e técnica, enfatizando o trabalho em equipe multiprofissional, o entendimento dos adolescentes como pessoas em condição peculiar de desenvolvimento e o apoio à atuação dos profissionais, considerando as especificidades locais.

A Formação Continuada da Área Administrativa, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância, é uma ação desenvolvida pela Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) em conjunto com a Diretoria Administrativa. Visa o aprimoramento dos servidores da área que executam atividades meio na FCASA, a partir de sua aproximação com os princípios e diretrizes que regem o atendimento socioeducativo.

A Formação Continuada da Área de Segurança e Disciplina é uma ação desenvolvida pela Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) em conjunto com a Superintendência de Segurança e Disciplina, destinada aos profissionais da área, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância, visa promover uma formação profissional com base na administração de pessoas, estratégias de segurança proativa e preventiva, com foco nos conceitos, diretrizes e procedimentos da área.

A Formação Continuada da Área Pedagógica é uma ação desenvolvida pela Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) em parceria com a Superintendência Pedagógica, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância, destinada aos servidores da área, visa o aprimoramento do trabalho, propiciando uma reflexão sobre as práticas pedagógica, buscando a transformação destas no cotidiano dos Centros de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente.

A Formação Continuada da Área de Saúde é uma ação desenvolvida pela Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) em parceria com a Superintendência de Saúde, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância, visa contribuir para o aperfeiçoamento do trabalho na área, por meio da troca de saberes e experiências e da construção coletiva, em consonância com os parâmetros técnico, legal e ético da profissão e da execução das medidas socioeducativas.

 

Programa de Aperfeiçoamento de Gestores - PAG

O Programa de Aperfeiçoamento de Gestores - PAG atende à demanda de aprimoramento dos profissionais que ocupam cargos de gestão na FCASA, por meio de cursos e outras ações realizadas pelo Centro de Extensão e Aperfeiçoamento ou em parceria com outras instituições, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância.
Dentre as ações realizadas pelo PAG, nas áreas administrativa e técnica, podemos destacar os cursos Política Estadual e Gestão do Atendimento Socioeducativo; Cultura e Direitos Humanos (Ação Educativa e SDH/PR-DF); Programa de Desenvolvimento Gerencial (EGAP/Fundap) e a Ação Formativa: cultura da não violência na perspectiva restaurativa.

O curso Política Estadual e Gestão do Atendimento Socioeducativo, realizado no período de 2007 a 2011, na modalidade presencial atendeu 1132 gestores, visando à ampliação do conhecimento e o aperfeiçoamento da gestão do atendimento socioeducativo, buscando o alinhamento conceitual, estratégico e operacional da política de atendimento.

O Programa de Desenvolvimento Gerencial (PDG), realizado pela Fundação do Desenvolvimento Administrativo (Fundap) em parceria com a Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP), no período de 2009 e 2010, na modalidade presencial, atendeu 440 gestores, visando o aperfeiçoamento da capacidade gerencial a partir de um referencial conceitual e metodológico sobre as diferentes dimensões da gestão, utilizando métodos, técnicas e instrumentos que habilitem o gestor a transformar qualitativamente sua prática de trabalho.

A Ação Formativa: cultura da não violência na perspectiva restaurativa - Etapas I e II, realizada pela EFCP e Diretoria Técnica/Superintendência de Saúde, no período de maio 2013 a dezembro de 2014, na modalidade presencial, atendeu 716 gestores, visando a ampliação da discussão e o debate no enfrentamento da violência, contribuindo para sua prevenção, por meio de ações formativas e integradas, visando à transformação das práticas e das relações que se estabelecem no cotidiano do trabalho, com a finalidade de implementar uma cultura da não violência na perspectiva restaurativa.

 

Programa de Desenvolvimento Técnico Científico (PDTC)

O Programa de Desenvolvimento Técnico Científico (PDTC), vinculado ao Centro de Pesquisa e Documentação (CPDoc), tem por objetivo a organização das ações direcionadas à pesquisa e produção acadêmica, por meio da sistematização e ampliação do acervo institucional e do desenvolvimento de atividades acadêmicas.
A proposta do PDTC envolve a atuação conjunta de diferentes atores dentro da instituição e busca trabalhar com os servidores a importância da preservação e conservação da memória institucional, a partir do resgate da história e da memória individual, profissional e coletiva. Este programa contempla as seguintes ações: Pesquisa Acadêmica, Projeto Oralidade e Memória, Ciclo de Palestras e CASA em Revista.

A Pesquisa Acadêmica busca fomentar a construção e apropriação de saberes acerca das demandas apresentadas na execução das medidas socioeducativas, por meio de ações que visam implementar e estimular o desenvolvimento de pesquisas e produção acadêmica junto aos servidores, pesquisadores, instituições governamentais e não governamentais que se interessem em realizar estudos no âmbito da FCASA. Trazer contribuições importantes e de interesse da instituição, de relevância social para o avanço do conhecimento, relacionado à adolescência e às medidas socioeducativas, bem como estabelecer meios de divulgação das pesquisas e trabalhos acadêmicos. A realização de pesquisas no âmbito da FCasa está normatizada pela Portaria Normativa nº 155/2008.

O Projeto Oralidade e Memória visa auxiliar na formação dos Fundos de Arquivo do acervo institucional, a partir de relatos de memórias dos servidores que contribuíram e contribuem para compor uma dada história da FCASA.

O Ciclo de Palestras visa proporcionar a troca de conhecimentos e saberes sobre temas relacionados à adolescência e medidas socioeducativas, contribuindo com processos de formação continuada dos profissionais. A cada semestre uma temática é abordada, por meio de palestras proferidas por especialistas.

A CASA em Revista é uma publicação semestral da Fundação CASA-SP, objetivando a interlocução com o meio acadêmico e científico, propiciando discussões relacionadas à adolescência e às medidas socioeducativas. É uma publicação científica indexada no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia pelo número internacional normalizado para publicações seriadas (ISSN-2175-2907).

Números Publicados

Revista Ano I Nº 1 - Juventude e Atualidade
Revista Ano I Nº 2 - Juventude e Diversidade Cultural
Revista Ano II Edição Especial – Interdisciplinaridade
Revista Ano II Nº 3 - Juventude e cultura da Paz
Revista Ano II Nº 4 - Juventude
Revista Ano III Nº 5 - Juventude e Saúde