Arte e Cultura - Fundação CASA

ADOLESCENTE_CRIOLO_GURY_FCASA_081111_EL_196_WEBAlém do ensino formal, todos os jovens que cumprem medida socioeducativa na Fundação CASA participam de aulas e oficinas nas áreas de teatro, música e cultura urbana. A ideia é promover atividades conectadas às várias manifestações culturais nacionais e internacionais, às quais muitos desses adolescentes jamais tiveram acesso.

 

Para proporcionar um atendimento adequado, foram assinados convênios com ONGs, como o Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), o Cedap (Centro de Educação e Assessoria Popular), a Ação Educativa e o Gada (Grupo de amparo aos Doentes de Aids). Juntas, elas atendem 64 centros, em aproximadamente 396 oficinas/turmas desenvolvidas por 130 oficineiros, que realizam cerca de 5.700 atendimentos por mês. Cada atendimento é realizado em dois encontros de uma hora e meia, resultando em 3 horas semanais por oficina.

 

Há ainda 28 centros em que ocorre a gestão compartilhada. Nestes casos, a Fundação atua em parceira com uma organização da sociedade civil na administração das casas. Quando isso acontece, a ONG parceira é responsável pelo atendimento técnico aos adolescentes, que inclui a parte psicossocial, de educação profissional e, claro, as aulas de arte e cultura. Nestes 28 centros, são realizados 1.810 atendimentos, em aproximadamente 180 oficinas/turmas.

 

Atividades variadas

SAMBA_00_WEB

Nas aulas, os jovens têm contato com o conhecimento ligado ao universo da arte e cultura, trabalham com os conteúdos da arte-educação e não apenas aprendem, por exemplo, a técnica de dançar ou cantar. O objetivo é promover a capacitação e formação humana dos jovens, tendo a cultura e a arte como conteúdos pedagógicos, construindo conhecimento, trazendo significado à prática e contextualizando a manifestação cultural em questão.

 

As atividades oferecidas acontecem em diversas oficinas, tais como teatro, dança, rádio, circo, hip hop (grafitti, rap, street dance), literatura, fotografia, vídeo (oficina de imagem), fanzine (história em quadrinhos), capoeira, artes plásticas, entre outras. Também são realizadas atividades extras, como palestras com artistas renomados, workshops e shows.

 

Na área musical, por meio do Projeto Guri, os adolescentes participam de oficinas musicais — são 147 oficinas em 41 centros, sendo destes 4 de gestão compartilhada, totalizando 1.586 atendimentos mensais —, em que, além de aprender a tocar cavaco, violão, instrumentos de percussão, coral e jazz banda, os jovens aprendem a ler partituras e a conhecer a cultura da Música Popular Brasileira e outros estilos musicais, inclusive o clássico.

 

Parceiros da CASA

Conheça quem faz parte desse grande trabalho na área da arte e cultura da Fundação:

- Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp,

- Museu da Língua Portuguesa,

- Pinacoteca do Estado,

- Memorial da América Latina,

- Polo Ecoturístico Caminhos do Mar,

- Museu Paulista da Universidade de São Paulo (USP),

- Fundação Bachiana, do maestro João Carlos Martins,

- Itaú Cultural,

- Associação Amigos das Oficinas Culturais do Estado de São Paulo – Assaoc,

- Museu Afro Brasil ,

- Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM,

- PraLer,

- Casa das Rosas e

- Secretaria de Estado da Cultura.

 

Formação abrangente 

A ação pedagógica da Fundação CASA vai além da Arte e Cultura. Na verdade, toda uma gama de atividades é coordenada por quatro gerências subordinadas à Superintendência Pedagógica, por sua vez vinculada à Diretoria Técnica da Instituição.

 

Portanto, para completar a formação dos jovens, são ministradas oficinas de educação profissional, ensino formal (escolar) e esportes. Cada uma destas áreas é vinculada a uma gerência específica, de modo que todas as unidades da Fundação CASA falem a mesma língua no setor pedagógico, respeitadas as diferenças regionais. No caso da iniciação profissional, os cursos oferecidos seguem a vocação econômica das regiões onde os jovens moram e são atendidos, e estão divididos em oito áreas: Administração; Alimentação; Artesanato; Construção e Reparos; Telemática/Informática; Serviços (como jardinagem, corte e costura, mecânica de moto, entre outros); Serviços Pessoais — Beleza, Estética e Saúde; e Turismo e Hotelaria (Veja o quadro de áreas e cursos de educação profissional).

História da Fundação CASA