Eliminatórias do Festival de Música terminam

Eliminatórias do Festival de Música terminam

Mais quatro centros socioeducativos da Região Metropolitana e do Litoral se classificaram; na final haverá 16 apresentações


FESTIVAL_BUTANT_240412_EL_63_WEBOs CASAs Chiquinha Gonzaga, Parada de Taipas e Paulista, de São Paulo, e Guarulhos II, de Guarulhos, são os últimos quatro centros de atendimento socioeducativo classificados para a final do Festival de Música 2012 da Fundação CASA.

 

As apresentações dos adolescentes aconteceram nesta terça-feira (24 de abril), no Centro Educacional Unificado Butantã (CEU Butantã), na capital paulista. O tema deste ano foi “A CASA canta a paz”.

 

Agora são 16 centros socioeducativos classificados para a final, que ocorre em 8 de maio, no CEU Butantã. As outras três eliminatórias aconteceram em abril nas cidades de Atibaia, Botucatu e Sertãozinho. Em cada uma, quatro unidades de diferentes Divisões Regionais da CASA. Veja a lista completa dos classificados abaixo.

 

Ao todo, 52 composições, feitas e cantadas por cerca de 300 adolescentes de 40 centros de atendimento socioeducativo foram classificadas para as eliminatórias regionais. A última etapa regional acontece no Centro Educacional Unificado Butantã (CEU Butantã), em São Paulo, a partir das 14h.

 

Na eliminatória paulistana, quase cem adolescentes de 13 centros socioeducativos do Litoral e da Região Metropolitana de São Paulo mostraram suas composições nos mais variados ritmos, com direito a samba-funk, reggae, MPB e até coral acompanhado por instrumentos tocados pelos jovens.

 

Os outros centros participantes em São Paulo foram Chiquinha Gonzaga, Juquiá, Rio Tâmisa, Parada de Taipas, Paulista e Vila Guilherme, de São Paulo; Ferraz de Vasconcelos II; Itaquaquecetuba I; Arujá; Guarulhos II; e São Bernardo do Campo I e II.

 

FESTIVAL_BUTANT_240412_EL_152_WEB“Todos que passaram por aqui já são melhores do que aqueles que nunca tiveram a coragem de subir num palco”, pontuou a gerente de Arte e Cultura da CASA, Carmen de Carvalho, durante a eliminatória. A gerência foi responsável por organizar o evento.

 

Adolescentes como Benedito (nome fictício), de 18 anos, do CASA Guarulhos II, que se apresentou sozinho, acompanhado apenas por um violão tocado pelo agente educacional José Ivanildo, que trabalha na unidade. “Deu o maior nervosismo”, conta o jovem autor da música Paz para Todos. “Compus a canção nos momentos em que sentia falta da minha família dentro do centro”, acrescenta.

 

Sua inquietação agora é saber seu destino, pois, após sete meses de internação, está com relatório no Judiciário aguardando avaliação para a desinternação. Independentemente da decisão, um desejo ele quer realizar: apresentar-se na final.

 

Ansiedade coletiva também demonstrou o coral de 20 adolescentes do CASA Parada de Taipas. Com jeitinho feminino, as garotas cantaram em conjunto e mesclaram rap à musicalidade do coral para emocionar a plateia quase lotada com a canção Traga a Paz.

 

“Na hora cada uma deu o melhor de si, mas vamos precisar melhorar ainda mais”, afirmou Pâmela (nome fictício), de 16 anos. A exigência da adolescente talvez se fundamente por sua experiência de canto em coral de igreja cristã.

 

As escolhas ficaram a cargo do júri composto por cinco membros de organizações da sociedade civil parceiras: dois da Ação Educativa e do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), e um do Projeto Guri.

 

Histórico do Festival

FESTIVAL_DE_MSICA_ATIBAIA_160412_EL_62_WEB
FESTIVAL_DE_MUSICA_BOTUCATU_180412_EL_21_WEB

Trata-se da segunda edição do evento da Fundação CASA, que reúne diversos gêneros musicais e é realizada com todos os parceiros da Fundação CASA nas oficinas de música e instrumentos.

 

São eles: o Projeto Guri; o Cenpec; o Centro de Educação e Assessoria Popular (Cedap); a Ação Educativa; e o Grupo de Amparo ao Doente de Aids (Gada). Entre 2008 e 2010, a Fundação CASA promoveu festivais musicais temáticos exclusivos para rap, samba e outros gêneros.

 

A edição de 2012 teve 78 músicas inscritas por 50 centros socioeducativos. Em 2011, a canção vencedora foi Rancho da Colombina, interpretada e composta por nove adolescentes do CASA Parada de Taipas, centro socioeducativo feminino localizado na capital paulista.

 

Confira os classificados:

 

Eliminatória de São Paulo

- CASA Chiquinha Gonzaga, com o grupo Jeito Menina e a música Rap – Samba da Paz

- CASA Parada de Taipas, com o grupo Meninas de Taipas e a música Traga a Paz

- CASA Paulista, com o grupo Paulista Soul e a música Vem que eu Quero te Mostrar

- CASA Guarulhos II, com o grupo Los Manos e a música Paz para Todos

 

Eliminatória de Sertãozinho

- CASA Franca, com o grupo Nossa Batucada e a música Nossa Paz

- CASA Ribeirão Preto, com o grupo Viola e Cia e a música A Paz da Natureza

- CASA Rio Pardo, com o grupo Reflexão e a música O Mundo Precisa de Paz

- CASA Sertãozinho, com o grupo Mensageiros da Paz e a música À Procura da Paz

 

Eliminatória de Botucatu

- CASA Vitória Régia com os grupos Sem Diferenças e Novo Brasil, respectivamente com as músicas Quero Paz e Encontrei a Paz

- CASAs Cerqueira César I e II, com o grupo Realidade Suburbana e a música Quero a Paz

- CASA Esperança, com o grupo Musical Esperança e a música O Bem Plantar, o Bem Colher

 

Eliminatória de Atibaia

- CASA Campinas, com o grupo Visão do Gueto e a música Guerra+Guerra=Revolução da Paz

- CASA Laranjeiras, com o grupo Revelações do Rap e a música A Paz é uma Conquista

- CASA Jacareí, com o grupo Realidade Periférica e a música Chamando a Paz

- CASA Tamoios, com o grupo Mentes Pensantes e a música A Paz é um Sonho