Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 13/11/2020 20:37:28

Servidores dos CASAs Itaparica, Rio Tâmisa, Novo Horizonte e Rio Tocantins estimularam debate das eleições 2020

 

Adolescentes, do sexo masculino, que cumprem medida socioeducativa de internação em centros da Divisão Regional Metropolitana Sudeste (DRMSE) participaram, desde outubro, de atividades pedagógicas de conscientização sobre as eleições municipais 2020 e a importância do voto do jovem.

Aulas expositivas, debates e simulações de votação fizeram parte do universo das ações promovidas pelos servidores nos CASAs Itaparica, Rio Tocantins e Rio Tâmisa, no Complexo do Brás, e Novo Horizonte, no bairro de Guaianazes.

Durante esta semana, a equipe pedagógica do CASA Itaparica, centro de internação provisória no Complexo do Brás, se dedicou em ensinar e discutir com os adolescentes os fundamentos do processo eleitoral brasileiro, mesmo sem haver jovem no local alistado para votar no domingo.

Com três dias aulas expositivas, seguidas de debates, apresentaram os conceitos da República do Brasil, a Constituição Federal, o funcionamento dos poderes republicanos – Executivo, Legislativo e Judiciário –, a eleição municipal, os tipos de voto e como funciona todo o processo eleitoral – desde o alistamento até o ato de votar.

Depois da teoria, nesta sexta (13), os adolescentes foram para a prática, com a simulação da escolha de candidatos, entre os adolescentes, para prefeito e vereador, com direito plataforma política, título de eleitor fictício e votação em cédula de papel.

No CASA Rio Tocantins, na agenda pedagógica do mês de outubro, os adolescentes participaram de ciclo de roda de conversa, sempre às sextas-feiras, por uma hora, com os servidores sobre as mudanças no processo eleitoral ocasionadas pela pandemia da Covid-19.

Os bate-papos contaram com materiais de apoio, como vídeo que ensina como votar pela primeira vez; a apresentação das propostas reais dos candidatos a prefeito de São Paulo, por meio do que foi veiculado em TV aberta; e exibição do filme “O Candidato Honesto”, seguida de discussão sobre os bastidores das campanhas eleitorais, refletindo sobre as velhas práticas eleitorais e a mentira sistêmica. Nesta semana, os jovens participaram da simulação de uma eleição.

Ainda no Complexo do Brás, os adolescentes em internação no CASA Rio Tâmisa tiveram dois dias intensos (03 e 04 de novembro) com atividades teórica e prática conduzidas pelo agente educacional José Antonio de Oliveira, com apoio da equipe pedagógica e de segurança.

Na primeira etapa, os jovens apenderam sobre a natureza dos cargos e as funções do prefeito e do vereador, além de compreender todo o funcionamento do processo democrático de escolha e suas etapas.

Depois, na prática, os adolescentes montaram duas chapas, com os respectivos partidos políticos, candidatos a prefeito e vereadores. Cada um precisou apresentar aos demais as suas propostas de governo e de representação na casa legislativa, antes de realizarem a eleição simulada, com títulos de eleitor não oficial, confecção de urna e apuração de votos.

Guaianazes

Em outubro, os adolescentes em medida socioeducativa no CASA Novo Horizonte alistados para votar nas eleições 2020 participaram de uma atividade pedagógica que lhes forneceram elementos práticos do processo eleitoral.

Por meio de dois vídeos, os rapazes aprenderam sobre como votar e quais os candidatos existentes e duas propostas para governar a cidade de São Paulo. Em seguida, eles produziram cartaz e refletiram sobre o direito ao voto.

A cidade de São Paulo tem 223 adolescentes em medida socioeducativa de internação, de 16 centros socioeducativos, alistados para votar no próximo domingo (15) nas eleições municipais. Parte desses adolescentes, internados nos centros da DRMSE, irá votar na seção eleitoral a ser montada pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) no Complexo do Brás.